Você tem noção do que consome?

Olá!

Você tem noção do quanto consome? Digo em relação aos seus gastos e investimentos no dia a dia, do quanto custa levar a vida que você leva. Por mais estranha que possa parecer a pergunta, tem muita gente por ai que não tem ideia do quanto gasta, não sabe enumerar suas prioridades ou se planejar.

No Dia Mundial do Consumidor, 15 de março, o que eu espero é que todos nós sejamos mais conscientes do que fazemos com o nosso dinheiro. Faz toda a diferença sabermos nos portar diante a grana porque na falta dela atitudes devem ser tomadas e com organização e planejamento é possível amenizar os fatores do “aperto”.

É uma data em que muitos são ovacionados pelas marcas, por serem fidelizados, por terem suas preferências e porque também estamos abertos ao novo, condicionados a reparar em marcas e suas ações para agraciar aos seus clientes. Não é?! Nestes dias também menciona-se os direitos do consumidor, que temos nossos direitos, mas também deveres. E estes deveres permeiam a autorresponsabilidade do que é de fato o “consumir” e ser o agente consumidor.

Que todos possamos entender que consumir é algo que fazemos o tempo inteiro. Consumimos oxigênio, informação, consumimos água, energia, combustível para os veículos. Consumimos alimentos, roupas e não se esqueça do entretenimento. O consumo consciente é você consumir sem desperdícios, é consumir com responsabilidade. Assim, ode economizar, pode diminuir números nas contas do fim do mês, pode discernir melhor o que é gasto, o que é investimento, o que é necessário e o que é supérfluo.

Faça um exercício na hora das compras: questione-se:

– Por que estou comprando?

– O que e como irei comprar?

– Qual a finalidade da aquisição?

Ahhh, e um toque bacana e pessoal que dou é em relação a algo que você queira, mas não seja essencial: pesquise os valores, compare os preços, veja se compensa comprar à vista ou em parcelas (e em quantas parcelas); e hesite na hora de comprar. Se em alguns dias você ainda sentir que é necessário, mesmo que viva sem, vá e compre.

E uma última dica: não seja acumulador(a). Incentive a doação de brinquedos com seus filhos/sobrinhos quando eles ganharem algo novo. O mesmo funciona para roupas, peças d cama/mesa/banho, sapatos… O desapego é formidável quando se tem em mente que algo em desuso possa ser essencial para outra pessoa. Pense assim!

Um excelente fim de semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Pesquisar no Blog

Instagram

Novidades

Cadastre-se para receber novidades em seu e-mail!