Tag Archives: comer com culpa

Vinhos e Tributos

Ai, vinho faz um bem danado para nós. Claro, que deve ser ingerido com moderação. Deve ser degustado, sempre com ligações mais sentimentais – como ocasiões românticas. Uma boa, não é?! Saiba você que beber uma taça de vinho durante banho de espuma, durante leitura, uma taça depois de uma jantar leve e antes de dormir podem ser revigorantes.

Mas confesso que li esses dias algo sobre o vinho e fiquei pasma: a tributação. Os valores de vinhos de adegas renomadas são caríssimos. E boa parte disso fico para pagamento de impostos. Mesmo assim o Brasil detém números impressionantes sobre o consumo da bebida: nos últimos 10 anos o consumo por pessoa passou de 1,8L por ano para 2L.

Os chilenos e argentinos consomem anualmente de 8 a 10 vezes mais litros da bebida do que nós brasileiros. Esses fatores não estão ligados exclusivamente às preferências do consumidor nacional.O Brasil consome menos vinho do que muitos países asiáticos, em que a a cultura do vinho não é popular.

Um pouco de Economia…

Um dos maiores responsáveis por essa morosidade é a alta carga de impostos: no mercado brasileiro a composição do preço final do vinho é, em maior parte, formada por tributos. A mudança mais recente, proposta pela da Medida Provisória 690/2015 e transformada na Lei nº 13.241/2015 alterou o antigo modelo de alíquota de IPI que variada de R$ 0,73/litro para rótulos nacionais até US$ 70 para os importados. No novo modelo, em vigor desde dezembro de 2015, o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) incidente sobre a bebida passou a ser de 10% em relação ao preço do vinho.

Os especialistas dão a dica: devemos preferenciar produtos com menos intermediários possíveis. Isso vale na hora de avaliar o valor da garrafa – qu e além da tributação pode conter valor de revenda. E ao optar por comprar em locais como supermercados, não pense que o barato é a forma econômica de manter um hobby em tempos de crise. Se você procurar por casas especializadas, pode ter acesso a informações como melhor vinho para determinado alimento ou qual o sabor pode vir a lhe agradar mais.

informar-se é sempre a melhor opção. Vamos de vinho, vamos de bom papo, e sempre com bom senso. O barato pode ser o mais caro. e pagar um pouco a mais na bebida pode lhe proporcionar mais prazer e menos dor de cabeça – literalmente.

Boa semana. Com vinho, sorrisos e muito trabalho.

vinhos e tributos - foto divulgação 1