Tag Archives: luiza

Mulheres Admiráveis

Muito se fala atualmente do empoderamento da mulher, da busca por igualdade política e social entre homens e mulheres em ambientes de trabalho e até mesmo na estrutura familiar.

Enquanto mulher busco desenvolver o melhor de mim não pelo gênero e/ou por ser mulher e mãe, mas busco por crescimento diário e quebrar paradigmas com intuito de ser feliz, de proporcionar o melhor às pessoas que me rodeiam.

Em uma conversa trivial fui questionada sobre as mulheres que admiro e logo pensei nas mulheres da minha família, em pessoas que convivo. Mas enaltecer quem a gente ama é fácil, não é? Pois fiquei com este assunto na cabeça e passei a listar as mulheres que admiro e que você pode talvez, bem talvez conhecer (rs).

Este post é para inspirar. Quero você bem, sorrindo, se fortalecendo mesmo com os erros e tropeços. Saúde, trabalho e aquela bela porção de fé.

LUÍZA HELENA TRAJANO

A historia da rede Magazine Luíza começou lá em Franca, na década de 1970. Em 1991,, Luíza Helena Trajano recebeu a função de gerir a marca e prepará-la para os próximos anos. Atualmente, a loja tem mais de 36 milhões de clientes, está presente em todos os estados do Brasil e tem uma forte presença nas vendas online. Luíza Helena Trajano é uma das mulheres que admiro e me espelho. Leia mais aqui. 

luiza-helena-trajano

SHYRLENE SOARES CAMPOS

Ela chegou em Uberlândia com o seu marido em 1978. O casal fundou a segunda creche da cidade para atender mães que precisavam trabalhar e não tinha aonde deixar os filhos. Com anos de trabalho e dedicação a creche se tornou uma organização não governamental com todos os reconhecimentos e referência quando se trata de transparência, amor incondicional ao próximo e projetos sociais. Leia mais aqui.

Shyrlene Campos Soares 1

Núcleo Servos Maria de Nazaré

Av. Dr. Arnaldo Godoy de Souza, 2.275 – Cidade Jardim  •  Uberlândia (MG)
Caixa Postal 320  •  CEP 38403-065  •  Tel.: (34) 3238-4551 

MADRE TERESA DE CALCUTÁ

Nascida na Albânia e batizada como Agnes, Madre Teresa respondeu ao que dizia ser o chamado de Deus e entrou na Casa Mãe das Irmãs de Nossa Senhora de Loreto, na Irlanda. Mas foi no bem mais ao Leste, na Índia, que ficou conhecida pelo trabalho missionário repleto de orações e lutas. Em 1979 recebeu o Prêmio Nobel da Paz. Neste mesmo ano, o Papa João Paulo II a recebeu em audiência privada e a tornou sua melhor “embaixadora”. Exemplo em vida e para sempre consagrada. Faleceu em setembro de 1997 e foi beatificada por João Paulo II em 2003 – mesma data do Dia Mundial das Missões (19 de outubro). Leia mais aqui. 

madre-teresa2

E você, que mulher você admira?

.